Copa do Mundo Sub-17 Transforma Bezerrão

Palco de 18 jogos dos 52 jogos Mundial Sub-17, entre eles a abertura entre Brasil e Canadá, em 26 de outubro, e a final, em 17 de novembro, o gramado do estádio Bezerrão, no Gama, é um canteiro de obras a pouco mais de um mês do início da competição. Inspecionado recentemente pela entidade máxima do futebol, o campo de jogo passa por melhorias para se enquadrar no padrão Fifa — e evitar a repetição de surpresas desagradáveis ocorridas nas arenas que receberam a Copa das Confederações 2013, Copa do Mundo 2014, Jogos Olímpicos do Rio-2016 e Copa América 2019. O piso foi problema nos quatro eventos realizados no país.

Empresas parceiras da Fifa abaixaram o corte do gramado. A intenção é torna-lo mais rápido para que a bola corra mais. O campo receberá cobertura com areia e adubo e uma costura com fibra sintética semelhante a que foi feita recentemente na Arena Corinthians.

A partir desta segunda-feira, os centros de treinamento credenciados pela Fifa para o torneio serão submetidas a uma revisão no sistema de irrigação, troca de aspersores, válvulas, controlador e moto bomba. Materiais com defeito ou desgaste acentuado serão todos trocados. Em Brasília, os CT’s homologados pela Fifa são: Brasiliense, Gama, Centro de Capacitação Física do Corpo de Bombeiros, Jaguar e Abadião.

 

As obras estão a todo vapor no gramado que receberá 18 jogos do Mundial

 

A questão em relação ao Bezerrão é se o gramado suportará a quantidade de jogos. No total, serão 18 partidas em 23 dias. A arena só descansará nas quartas de final. O confrontos desta fase serão em Goiânia e Cariacica. Para se ter uma ideia, o principal gramado do Mundial Sub-17 da Índia em 2017 foi usado 11 vezes: o Vivekananda Yuba Bharati Krirangan, em Kolkata.

Outra preocupação é quantidade de sedes. Na Índia, o torneio foi distribuído em seis estádios de cidades: Nova Délhi, Guwahati, Kolkata, Nova Mumbai, Margao e Kochi. No Brasil, serão usadas quatro arenas em Brasília, Goiânia e Vitória.

O investimento nos gramados do Bezerrão, Olímpico, Serrinha e Kléber Andrade é uma corrida contra o relógio para garantir qualidade no Mundial. O evento seria realizado originalmente em oito cidades do Peru: Chiclayo, Ica, Lima, Chimbote, Piura, Tarapoto, Tacna e Trujillo. Como o país não cumpriu o caderno de encargos, o Brasil disse sim à Fifa e herdou a competição internacional.

 

 

Sobre o autor

nonato
Foi criado em fevereiro de 2016, este site e aberto nesta data É produto para divulgação do esporte local e Brasileiro e mundial, Estamos orgulhoso de ter você como visualizador, desta pagina obrigado.

Faça o primeiro comentário a "Copa do Mundo Sub-17 Transforma Bezerrão"

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.


*